quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Copo com água, tem apoio bíblico?

A paz do Senhor Pr. Anderson

Minha mãe pertence a uma grande igreja aqui na PB e sempre que assistia aos programas de rádio e TV colocava um copo de água sobre o aparelho e fazia com que eu e meus irmãos tomássemos. Por isso gostaria de perguntar onde surgiu a idéia de ungir e orar em objetos inanimados para abençoar as pessoas, sobretudo esse famoso copo com água que é posto sobre o rádio e TV muito usada nos dias de hoje pelos pregadores que usam os meios de comunicação em massa? E isso tem apoio bíblico? O que o Pr. Acha sobre isso?

Amada irmã Cyntia, agradeço a sua participação nesse blog. O copo de água como objeto consagrado como a própria irmã verbaliza em sua pergunta, teve origem na mistura de duas ou mais religiões. Nos centros espíritas o copo de água é utilizado para receber emanações positivas (abençoadoras) de “espíritos” superiores. Pensando nisto, a maior denominação neopentecostal brasileira utiliza o copo com água como uma isca para fazer proselitismo junto às pessoas desta religião que assistiam seus cultos ao vivo ou pela TV. Esta denominação também tem utilizado apelos de cultos afros (chamando entidades conhecidas destas religiões, utilizando objetos como arruda, sal grosso, etc), também para arregimentar a maior quantidade de pessoas possível para suas reuniões e viabilizar sua insaciável ânsia por dinheiro – desculpe-me pela sinceridade.

Como essa prática tem origem no espiritismo ela não tem apoio bíblico algum, no entanto a bíblia condena veemente tal prática, uma vez que a bíblia condena os feiticeiros e seus atos de feitiçarias (Ex 22.18, Lv 19.31; 20.27; Dt 18.9-12, 1 Sm 15.23; At 19.19 Ap 9.21; 18.23). Pois, o termo “feiticeiro” no original é pharmakos, daí surgiu também o termo farmácia, onde se manipulam substâncias com o objetivo de se criar medicamentos – vale à pena salientar que usei esse exemplo apenas para corrobar o que vou dizer, uma vez que não é pecado ser farmacêutico nem tão pouco comprar medicamentos manipulados.

Esse termo é bem vasto na sua aplicação pode envolver manuseio de drogas e porções também associado a práticas como feitiços, espiritismo, bruxaria, advinhação, necromacia, uso de amuletos (rosas, anéis, copo com água) e infelizmente algumas dessas práticas tem se tornado comum em algumas igrejas evangélicas. Ao contrário disso é ora de voltarmos ao evangelho simples, sem mistura de Cristo, como a pregação da Palavra (At 4.29; 6.4,7; 8.5; 10.44; 12.24; 13.26; 14.7) a oração intercessora (Rm 8.34, 1 Cr 21.17, Dn 9, Gn 17.18, At 12. 5, Tg 5.15,16).

Como vemos não há necessidade de práticas estranhas para que Deus opere na vida de alguém, não é preciso o emprego de rosas, anéis, copo com água, posto que esses subterfúgios extra bíblicos usados por algumas igrejas nada mais são que uma espécie de feitiçaria. Ao contrário disso preguemos a Palavra (At 14.7)

A paz seja com todos,

Anderson Ribeiro

2 comentários:

  1. A Paz do Senhor Pr. Anderson meu nome é Fabio foi muito edificante este ensinamento. Agora me diga uma coisa e sobre os lenços e sabonetes que andam distribuindo nas igrejas hoje? muitos dizem que é biblico o lenço por causa de uma passagem biblica. Pr. me explique por favor.

    ResponderExcluir
  2. Eu já vi pastores da assembleia abençoarem tbm copo com agua. Eu vi isso em pulpitos da assembleia.

    ResponderExcluir